Por que os fios fazem bolinha?

Atualizado: 5 de Jan de 2019

Aposto que você já se decepcionou depois de usar algumas vezes uma peça feita à mão com as bolinhas que se formaram. E depois disso passou a procurar e perguntar nos armarinhos da vida por fios que não fazem bolinha. Acertei de novo, certo?




1

As fibras


Os fios são feitos de fibras: animal ovelha, alpaca, cabras, coelhos, búfalos, etc), vegetal (algodão, linho etc) e sintéticas (acrílico, nylon, poliéster, rayon, modal etc). Para entender como funciona vou usar a fibra de ovelha como exemplo em todo o artigo.

O pelo da ovelha é aquela coisa fofa de ver e de pegar. Imagine que na pele do bicho existem muitos e muitos cabelinhos bem finos. Quando o animal é tosquiado, todos aqueles cabelinhos fininhos são cortados, depois lavados, depois cardados e aí estão prontos para virar fio (resumindo como funciona).


No monte de fibra de lã há muito fios finos e são eles que após fiados vão virar o fio que utilizamos para tecer. E o que acontece na fiação? Essas fibras são torcidas e aos poucos vão se juntando. No entanto, ocorre de algumas pontinhas destes pelos não se juntarem ao “grosso” do fio.


Vou dar um exemplo bem idiota, mas que vai dar para entender bem. Sabe quando você faz uma trança no cabelo? (Se você nunca fez uma trança no seu cabelo, por qualquer motivo, já deve ter visto alguém com uma) Já reparou que algumas pontinhas do cabelo ficam para fora? É isso que ocorre quando a fibra é fiada. Às vezes, alguma pontinha fica para fora.


2

Como as bolinhas se formam?


Entendendo como são feitos os fios e o que acontece com as fibras quando são fiadas, fica mais fácil compreender como as bolinhas se formam.


Aquelas pontinhas que ficaram “para fora” do fio se prendem a outras pontas que também ficaram soltas e forma as bolinhas. Então, as bolinhas são a feltragem das fibras que não ficaram unidas ao fio. As bolinhas se formam a partir da ficção da peça.


3

O que acontece se eu puxar as bolinhas


A bolinha, que deixam uma aparência feia na peça de tricô, não está somente na superfície do fio. Lembre-se que foi apenas uma ponta fio (da fibra) que formou a bolinha. Todo o restante está lá formando o fio utilizado para fazer a peça.


Quando arrancamos, quando puxamos, a bolinha com os dedos não é apenas ela que tiramos, tiramos também parte da fibra que compõe o fio. Quanto mais bolinhas tiramos, mais deixamos a fibra fina e com menos resistência.


Se quiser mesmo se livrar das bolinhas o ideal é utilizar aquelas maquininhas que retiram as bolinhas, cortando a fibra.


4

Fio bom não faz bolinha?


Fazer bolinha no fio não tem nada a ver com a qualidade do produto. E sim com a maciez e a torção do fio. Os fios mais macios, menos torcidos, geralmente são mais frágeis que os fios mais secos e mais torcidos. Isso acontece porque com os fios mais macios, porque há mais espaço entre as fibras.


5

Como escolher fios mais resistentes?


Se você não consegue conviver com as bolinhas que podem ocorrer no seu tricô, procure fios mais secos e mais “duros” na torção. São eles que vão dar mais resistência à sua peça.


Opte por fios mais macios para peças que tenham menos atrito, como uma gola, um gorro, um xale, entre diversas outras peças. Já para peças com muito atrito, como blusas e meias, escolha fios mais torcidos.


165 visualizações1 comentário

Curitiba - PR - Brasil

© 2018 Iris Alessi * Flor de Iris. 

41| 99169-2070

download.png